Quando vamos alugar um imóvel, precisamos oferecer ao proprietário – ou exigir do inquilino – garantias. Ou seja, formas que vão dar mais segurança para o contrato, para evitar inadimplência e, de fato, “garantir” que o aluguel seja pago em dias. Existem diversos tipos garantias exigidas na hora de alugar um imóvel e hoje A ADM Imóveis vai esclarecer como funciona o Seguro Fiança, uma destas modalidades!

Entendendo o seguro fiança

Quando você compra um carro, antes mesmo de sair da concessionária você já contrata um seguro? Essa é uma garantia para evitar dores de cabeça futuras caso o seu carro seja batido ou roubado. O mesmo acontece com o seguro fiança de imóveis. Ele é vendido por corretores de seguro e, apesar de mais caro, é uma opção menos burocrática e não depende, por exemplo, de envolver terceiros na negociação.

Cada apólice de seguro especifica suas inclusões, como IPTU, condomínio e outras opções. Apesar de ser uma função do inquilino contratar o seguro (caso essa seja a garantia escolhida), o proprietário é quem é o assegurado. Ou seja, diante de qualquer situação em que o seguro seja usado, é o proprietário quem é indenizado conforme à apólice.

Quanto tempo dura e como funciona o seguro fiança? A vigência do seguro fiança varia conforme cada contrato, que pode durar todo o período da locação ou pode haver a necessidade de ser renovado. O valor pago por este tipo de seguro depende das taxas da seguradora e também da cobertura definida pelo dono do imóvel. Geralmente, o seguro varia entre uma a duas vezes o valor do aluguel, com a possibilidade de ser parcelado.

Em relação às vantagens, o seguro fiança dispensa a necessidade do inquilino de ter um fiador ou fornecer um valor caução. Para o dono do imóvel, é uma opção mais segura em relação ao risco de inadimplência, por exemplo. Porém, para o locatário, o valor pago pelo seguro não é devolvido, como ocorre com a caução, por exemplo.

Seguro fiança CredPago
Uma nova modalidade de seguro fiança é pela CredPago, feito por cartão de crédito. Ou seja, para alugar um imóvel, o inquilino não precisa de todos aqueles documentos e processos burocráticos. Basta informar dados como nome, CPF, telefone e e-mail, além de outras informações, como a fatura do cartão de crédito, que serão analisadas.


Com o cadastro aprovado, e os termos de contrato aceitos, o pagamento das taxas também é feito de forma digital, através do cartão de crédito. Muito mais simples e fácil!


A partir desses pontos, juntamente com o auxílio da ADM Imóveis, você que é dono de um imóvel ou vai fazer o aluguel de algum, pode definir qual é a opção de garantia mais adequada para o seu caso.