Você sabe a importância de declarar o Imposto de Renda?


É necessário a comprovação de sua renda para fazer o financiamento de seu imóvel, quem não trabalha de carteira assinada deve comprovar a renda com o banco, dando a prioridade para fazer o Imposto de Renda. O programa para preenchimento do Imposto de Renda 2021 está disponível para download a partir de 25 de fevereiro, desde das 9 horas, tanto na versão para computador como para celulares Android e IOS.

Atualização

As empresas devem fazer o Imposto de Renda

Empresas, bancos e corretoras de valores têm até esta sexta-feira (26) para enviar ou liberar aos funcionários e aos clientes os informes dos rendimentos referentes a 2020. Os informes são documentos fundamentais para preencher a declaração de Imposto de Renda de 2021. Os dados servem para a Receita Federal cruzar informações, saber quanto você pagou de imposto ao longo do ano passado e verificar se houve sonegação ou não.

Esses documentos podem ser enviados por e-mail ou disponibilizados para consulta pela internet ou aplicativo, o que é mais comum. Se você tiver conta corrente ou investimentos em mais de um banco ou corretora, é preciso obter os informes de todas as instituições onde mantém recursos.

Curiosidades

Com ao passar dos anos, as mudanças são notáveis

O Imposto de Renda já teve diversas mudanças ao longo dos anos, abaixo há as principais curiosidades divulgadas pelo Studio Fiscal.

Entre os exercícios fiscais de 1914 e 1915 foi instituído pela Lei nº 2.919 de 31 de dezembro de 1914, que orçava a Receita Geral da República dos Estados Unidos do Brasil, que os vencimentos do Presidente da República, senadores, deputados e ministros de Estado teriam seu imposto com alíquota mais elevada.

A dedução para dependentes é permitida ininterruptamente desde o exercício de 1926. Em alguns anos, o contribuinte pôde optar pelo desconto padrão/simplificado que substituiu, entre outras, a dedução para encargos de família, mas o modelo completo contemplava a despesa com dependentes. É a dedução mais antiga entre as que estão em vigor.

O Decreto nº 21.554 de 20 de junho de 1932 só permitia ao marido fazer a dedução de encargos de família relativa aos filhos, na constância da sociedade conjugal, no caso de os cônjuges fazerem separadamente declarações de rendimentos.

Entre 1947 e 1975, o pagamento antecipado do Imposto de Renda dava descontos para o contribuinte. Caso ele pagasse em janeiro teria 5% de desconto, em fevereiro 3% e março 1%. Esse desconto vigorou até o exercício de 1975, ano-base de 1974, quando os percentuais eram 8% se o pagamento efetuado fosse em janeiro, 6% se em fevereiro e 4% se em março.

Diferente de hoje, o imposto na fonte não era retido para quem auferisse valores mais elevados. Nesse caso o imposto era apurado na declaração de rendimentos. A partir de 1963 o contribuinte passou a ser obrigado a apresentar detalhes dos seus bens, informando assim coisas como: prédios, terrenos, direitos reais sobre imóveis, veículos, joias, metais preciosos, dinheiro e ou qualquer outro bem patrimonial.

Entretanto, em 1982, um contribuinte apresentou uma declaração muito mais detalhada. Nela informou peças íntimas do vestuário, quantidade de talheres, pratos, louças, panelas, sapatos, camisas, calças, meias, lâmpadas, móveis, material de cama e mesa, discos, livros.

O Regulamento do Imposto de Renda de 1926 (Decreto nº. 17.390/1926) também homenageou uma pessoa. Ficou conhecido como Regulamento Souza Reis por sua importância na redação do texto e em homenagem ao insigne tributarista e primeiro Delegado-Geral do Imposto de Renda.

Finalização

Estamos prontos para te ajudar

A ADM Imóveis entra facilitando sua vida com o auxílio para a conquista do seu lar apoiando-se ao IR e fornecendo todas as informações sobre o Imposto de Renda.


Está na hora de comprovar sua renda e garantir a compra da sua casa própria, não deixe essa oportunidade passar!

Para mais informações entre em contato com nossa equipe através das redes sociais ou pelo os telefones (62) 99286.7970 ou (62) 3626.0208.